C-130: Bisontes atingem as 80 mil horas de voo

Os Hércules C-130 entraram em 1977 ao serviço da Força Aérea e as quatro aeronaves ainda em atividade operam a partir da base do Montijo.

A frota dos Hércules C-130 da Força Aérea atingiu esta semana as 80 mil horas de voo, ao fim de 42 anos de serviço e durante uma missão na Holanda, informou o ramo.

Pertencentes à esquadra 501, conhecida como Bisontes, os C-130 chegaram à Força Aérea em 1977 e estão atualmente em processo de substituição pelos KC-390 do fabricante brasileiro Embraer.

"Onde necessário, quando necessário" é o lema da esquadra de transporte dos C-130, responsáveis pelo transporte tático de tropas e carga para os diferentes teatros de operações, assim como de apoio logístico às forças nacionais destacadas.

A Força Aérea tem atualmente quatro desses aparelhos de fabrico norte-americano, para cuja substituição a nível mundial concorrem modelos como o KC-390 da Embraer e o A400M europeu.

Esta frota da Força Aérea - que opera a partir da Base Aérea do Montijo - foi empregue na última década com fortes limitações operacionais no espaço europeu, por falta de modernização dos seus aviónicos, agora a ser atualizados para garantir a sua operacionalidade até à chegada dos KC-390.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG