Polícia francesa critica Kardashian

Porta-voz da polícia de Paris responsabilizou Kim Kardashian pelo assalto à mão armada de que foi vítima em Paris, criticando-a por exibir as joias nas redes sociais

A porta-voz da polícia parisiense, que está a investigar o assalto à mão armada de que Kim Kardashian foi vítima, na madrugada de segunda-feira, em Paris, responsabilizou-a pelo sucedido, criticando-a por exibir as joias nas redes sociais. Esse terá sido, segundo a responsável, o isco para os assaltantes.

"A celebridade tornou-se num alvo devido às suas posses, que foram vistas nas redes sociais. Foram esses os objetos que os atacantes procuraram", frisou Johanna Primevert, a porta-voz do departamento policial de Paris.

O roubo, estimado em 9,7 milhões de euros, foi levado a cabo por cinco homens (ainda a monte), que entraram no apartamento onde a "socialite" de 35 anos estava instalada, tapando-lhe a boca com fita adesiva, algemando-a e colocando-a na banheira. Entre os bens levados, destacam-se o anel de noivado que Kanye West ofereceu a Kim, uma peça de 20 quilates avaliada em quase quatro milhões de euros.

O antigo guarda-costas de Kardashian, Steve Stanulis, já veio publicamente reforçar a opinião da chefe da polícia francesa. "Os seguranças estavam com as irmãs dela [que assistiam à Semana da Moda de Paris] e Kim tinha estado a mostrar todas aquelas joias no Snapchat pouco antes. É o cenário perfeito para ser roubada". E frisou: "Eu já previa que isto fosse acontecer. Tinha mesmo que acontecer, pela forma como a Kim exibe a sua riqueza e os seus diamantes".

Com 84 milhões de seguidores no Instagram, 48 milhões no Twitter e 29 milhões no Facebook, Kim Kardashian deve agora, segundo um advogado de cibersegurança ouvido pelo Daily Mail, aprender com o susto e tomar mais cuidado com o que atrai para junto de si e da sua família. "Eles usam as redes sociais e as presenças públicas como parte do modelo de negócio. Mas o que este assalto mostra é que, sejamos um empresa ou um indivíduo, devemos pensar: 'A que tipo de riscos me estou a expor?'", explicou Shawn Tuma à publicação britânica.

Embora não tenha sofrido qualquer ferimento, a estrela do reality show Keeping Up With The Kardashians ficou "bastante abalada" com o assalto, notou um porta-voz. Entretanto, Kim já regressou a Nova Iorque, EUA.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG