Revelado o depoimento de Kim Kardashian sobre assalto em Paris

"Ouvi barulhos à porta, como se fossem passos, e gritei a perguntar quem estava ali, mas ninguém respondeu", disse a "socialite" no seu primeiro depoimento sobre o assalto de que foi vítima num hotel em Paris

Kim Kardashian estava na casa de banho, apenas com um roupão vestido, quando ouviu barulhos à porta do aparthotel de luxo onde estava hospedada, no início de outubro, em Paris. "Gritei a perguntar quem estava ali, mas ninguém respondeu", contou a socialite às autoridades francesas naquele que foi o primeiro depoimento sobre o crime e cuja transcrição é este domingo reproduzida pelo semanário francês Journal du Dimanche.

Ao longo de uma hora na madrugada de 3 de outubro, logo após o assalto, a mulher do rapper Kanye West explicou que telefonou para o guarda-costas, que não estava no local. Foi nessa altura que "duas pessoas" - "um deles estava encapuzado, com um boné e um casaco no qual estava escrito 'polícia'" - apareceram. Estavam "acompanhados pelo rececionista [do hotel], que estava amarrado", contou Kardashian.

"[Um deles] Pediu [em inglês] com um forte sotaque francês que lhe entregasse o meu anel. Estava na mesa de cabeceira, valia 4 milhões de dólares (...) Disse que não sabia onde estava. Então, ele sacou de uma arma e mostrei-lhe o anel. Apontou a arma para mim. Pegou no anel com luvas. Perguntou onde estavam as joias e o dinheiro", prosseguiu. "Eu estava com um roupão vestido, sem nada por baixo", acrescentou.

Às autoridades, Kardashian contou ainda como a levaram para a cama, onde a amarraram, lhe prenderam as mãos e as pernas e taparam a boca "com cabos de plástico e fita adesiva". Depois, "Levaram-me para a casa de banho, mais especificamente para a banheira", detalhou.

"Na minha caixa de joias estavam duas pulseiras de diamantes da Cartier, um colar de ouro com diamantes incrustados da Jaboc, brincos com diamantes de Loraine Schwarz e outros da Yanina (...). Penso que, no total, levaram joias no valor de cinco milhões de dólares", enumerou. Os assaltantes acabaram por levar perto de dez milhões (cerca de nove milhões em euros).

Na semana passada, a polícia francesa deteve 17 pessoas em Paris e arredores. Dez foram acusadas formalmente e estão detidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG