Sete distritos em aviso laranja devido à depressão Laura

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje um aviso laranja para sete distritos do continente, na quarta-feira, devido à forte ondulação marítima, causada pela depressão Laura.

A relativa proximidade da depressão Laura levou o Instituto Português do mar e da Atmosfera (IPMA) a emitir um aviso laranja - o segundo mais grave - para sete distritos de Portugal continental: Porto, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga. O alerta, que vigora entre as 18.00 desta quarta-feira e as 03.00 de quinta-feira, pende-se com a agitação marítima, estando previstas ondas entre os 5 e os 5,5 metros.

A partir do fim da tarde desta terça-feira foi emitido para os mesmos distritos um aviso amarelo por causa das previsões de chuva, vento e trovoada, o mesmo acontecendo para os restantes 11 distritos do país.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera adiantou ainda que a depressão Laura está "centrada a noroeste da Península Ibérica e em deslocamento para nordeste em direção às ilhas britânicas", não devendo afetar diretamente o estado do tempo no continente português.

"Esta depressão não terá influência direta no estado do tempo em Portugal continental e arquipélago da Madeira, embora a superfície frontal fria de atividade moderada que lhe está associada atravesse o território do continente durante o dia 6, quarta-feira. As zonas marítimas de responsabilidade nacional serão afetadas com vento forte e agitação marítima forte", adianta o IPMA.

O aviso laranja é o segundo mais grave e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo, o segundo menos grave, revela situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG