Nova plataforma Europass chega esta quarta-feira

A partir de 1 de julho de 2020, a nova plataforma Europass vai disponibilizar novas ferramentas a estudantes e trabalhadores de toda a Europa. Uma das novidades passa por aglomerar todas as ofertas de emprego.

A Comissão Europeia apresenta esta quarta-feira a nova plataforma Europass. Uma ferramenta que vai ajudar estudantes e trabalhadores de toda a Europa a apresentarem as suas qualificações e experiências no mercado de trabalho "de uma forma simples, de modo a serem facilmente compreensíveis".

Uma das novidades da nova plataforma passa por aglomerar todas as ofertas de emprego e de formação que existem na Europa. Atualmente, é necessário pesquisar por vários sites para aceder a todas as ofertas.

A partir de 1 de junho, ao consultar a nova plataforma Europass vai estar disponível "um conjunto de oportunidades ao nível da educação e emprego em toda a Europa". O novo perfil Europass terá uma "visão abrangente de competências", que irá ajudar estudantes e trabalhadores ao nível da aprendizagem, mas também no desenvolvimento e gestão da carreira.

Desta forma, "um cidadão que esteja à procura de ter mais formação consulta a plataforma Europass e terá acesso a todas as ofertas formativas na Europa, podendo escolher a universidade, o curso, o mestrado. Caso esteja à procura de uma oportunidade de emprego, a nova plataforma apresenta "todas as vagas disponíveis na Europa".

Outra novidade está relacionada com o modelo Curriculum Vitae Europass, que deixará de ser uniformizado, havendo a oportunidade de escolher um dos vários modelos disponibilizados pelo Europass.

Com o novo Europass, estudantes, jovens e trabalhadores vão ter acesso a "ferramentas e informações úteis para comunicar as suas competências e gerir a sua carreira num mundo em rápida mudança". Trata-se de uma plataforma para que os cidadãos possam criar "candidaturas a empregos e a cursos e encontrarem informações sobre estudar e trabalhar em diferentes países europeus, bem como armazenar os seus diplomas digitais".

A partir de quarta-feira, o cidadão que aceda à nova plataforma pode criar um perfil para registar todas as qualificações, interesses e experiências e, com base nesta informação, os utilizadores irão receber "sugestões personalizadas de cursos e empregos no seu portefólio".

Para se candidatarem a oportunidades de emprego, os estudantes e trabalhadores podem preparar currículos e cartas de apresentação usando o novo editor online Europass. É possível também optar por "adicionar arquivos (documentos, diplomas, imagens) a uma biblioteca pessoal", para que as informações e documentos estejam disponíveis num local seguro.

Deverá exportar e guardar em formato PDF os documentos que estão armazenados no atual editor de currículo, que encerra a 30 de junho. Poderá depois importá-los na nova plataforma Europass e criar o seu perfil.

Os estudantes e trabalhadores da Europa vão poder aceder na nova plataforma Europass a "informações relevantes sobre aprender e trabalhar na Europa, incluindo links para serviços nacionais fornecidos pelos Estados-Membros".

Uma nova plataforma que vai estar disponível em 29 línguas e de forma gratuita.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG