Município de Pombal manifesta pesar pelas vítimas da colisão no IC8

O presidente da câmara de Pombal afirmou que o "fatídico desfecho" deste acidente deixou "todo o concelho em estado de consternação, ficando hoje mais pobre com a perda da vida de seis pombalenses"

A Câmara de Pombal, no distrito de Leiria, expressou esta segunda-feira o "maior pesar pelas vítimas do violento acidente" registado esta manhã no Itinerário Complementar 8 (IC8), no qual morreram seis homens.

Numa nota enviada à comunicação social, a autarquia liderada por Diogo Mateus (PSD), é referido o "maior pesar pelas vítimas do violento acidente" e "cujo fatídico desfecho deixou todo o concelho em estado de consternação, ficando hoje mais pobre com a perda da vida de seis pombalenses".

O município informou ainda que, em conjunto com os seus parceiros institucionais, "disponibilizou desde a primeira hora todos os meios necessários para apoiar os familiares das vítimas, nomeadamente no que concerne ao apoio psicológico".

O acidente envolveu duas viaturas de mercadorias no IC8, que chocaram de frente em São João da Ribeira, Pombal.

O comandante do Destacamento de Trânsito de Leiria da GNR, Daniel de Matos, afirmou à Lusa que quatro das vítimas seguiam no sentido Pombal-Figueira e as restantes duas no sentido contrário.

As causas do acidente vão ser investigadas pelo Núcleo de Investigação da GNR, que apenas avança o que foi constatado no local: a viatura que seguia no sentido Pombal-Figueira da Foz entrou na faixa de rodagem contrária e colidiu de frente com o outro veículo ligeiro de mercadorias, tendo-o arrastado cerca de 12 metros.

Os veículos, segundo a GNR, pertenciam a duas empresas, uma de construção civil e outra de pavimentos, do concelho de Pombal.

O IC8 tem sido palco de vários acidentes mortais. Em agosto, a Assembleia da República recomendou ao Governo a requalificação urgente do IC8, entre Pombal e Ansião, com vista à diminuição da sinistralidade.

Também a Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL) exigiu, em maio, a requalificação dos itinerários complementares 8 e 2, onde têm ocorrido acidentes com vítimas mortais.

Num documento, denominado "Pela requalificação e segurança do IC8 e IC2 nos concelhos de Ansião e Pombal, na região de Leiria", a CIMRL afirma ser "indigno de um Portugal moderno, socialmente injusto e fator de inibição da fixação de pessoas e da atividade económica, o prolongamento ao longo de vários anos da situação de negligência grave do Estado, através da ausência de uma intervenção profunda de requalificação do IC8, no troço que liga Pombal a Avelar (Ansião)".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG