Mulher foi violada por três homens no Algarve após noite de diversão

Os três suspeitos, com idades entre 20 e 30 anos, são estrangeiros e foram detidos pela PJ. Presentes a tribunal, ficaram em liberdade, impedidos de se ausentarem do país e de contactar com a vítima de 28 anos

É mais um caso em que a vítima, uma mulher de 28 anos, terá sido violada por mais que um agressor, com o estado de embriaguez em que se encontrava a ser decisivo para a concretização do crime. Os três suspeitos são todos de nacionalidade estrangeira e foram detidos pela Diretoria do Sul, da Polícia Judiciária. Ouvidos por um juiz, ficaram os três em liberdade mas impedidos de sair do país, entre outras medidas de coação.

O crime ocorreu no Algarve, no passado dia 9, indica a PJ em comunicado. A investigação foi iniciada após terem sido comunicados, na madrugada desse dia, "factos suscetíveis de configurar a prática de dois crimes de violação".

Explica a PJ que as diligências efetuadas permitiram apurar que uma mulher de 28 anos "foi abordada na cidade de Olhão por três homens estrangeiros que, arrogando-se amigos de pessoa das relações da vítima a persuadiram a acompanhá-los a estabelecimentos de diversão noturna localizados na cidade de Faro".

A vítima passou a noite com o trio e, relata a polícia, "finda a noite de diversão e no trajeto de regresso à cidade de Olhão os suspeitos aproveitando-se do estado de embriaguez da vítima para o qual contribuíram, constrangeram-na à prática de cópula".

Com os elementos recolhidos, os investigadores conseguiram identificar os suspeitos que foram detidos na passada terça-feira. Têm idades entre os 20 e 30 anos e após serem presentes a um juiz saíram em liberdade. Foram aplicadas as seguintes medidas de coação: "apresentações bissemanais no posto policial da área de residência ou trabalho, proibição de contacto com a vítima, proibição de se ausentarem da freguesia de domicílio e/ou trabalho, proibição de adquirirem armas e/ou outros objetos suscetíveis de serem utilizados na prática de crimes, bem como proceder à sua entrega, num prazo de 10 dias, caso dos mesmos sejam detentores e ainda, proibição de se ausentarem para o estrangeiro, com apreensão dos respetivos passaportes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG