Menina morre um dia depois de ter tido alta na CUF Almada

O hospital privado abriu um inquérito interno para averiguar o que se terá passado na assistência à adolescente que morreu no hospital Garcia de Orta. Resultado da autópsia ainda não é conhecido.

Dias antes do Natal, uma menina de 12 anos deu entrada por duas vezes nas urgências do hospital da CUF em Almada com dores nas costas. Foi observada, medicada e teve alta. Um dia depois foi levada pelo INEM para o Hospital Garcia da Orta onde acabou por morreu.

A mãe da menina relatou o sucedido na rede social Facebook, explicando que após esta se queixar com dores nas costas foi às urgências da CUF do Monte da Caparica onde foi vista pela sua pediatra. Depois de observada, e despistada uma eventual infeção urinária foi medicada para um problema muscular que deveria desaparecer dias depois. O que não veio a acontecer.

Assim, e segundo o relato da mãe, voltou dias depois às urgências da CUF onde foi atendida pela pediatra de escala nas urgências do hospital privado. Foi-lhe aplicada a mesma medicação mas desta vez por via intravenosa, sem mais análises.

Um dia depois, com a persistência das dores foi levada pelo INEM para o Hospital Garcia da Orta. No hospital foram feitos várias análises mas durante o processo teve uma paragem cardíaca e morreu. "Os médicos iam fazer-lhe uma TAC ao cérebro quando a minha menina entrou em paragem cardíaca. A primeira vez conseguiram reanimá-la, na segunda o coraçãozinho dela não resistiu. Os médicos suspeitavam de uma infeção ou de a Leonor estar a perder sangue. Neste momento, aguardamos o resultado da autópsia", conta a mãe no Facebook.

Por sua vez, a a CUF Almada vai instaurar um inquérito interno e aguardar os resultados da autópsia "para esclarecer de forma profunda e rigorosa todos os acontecimentos".

O hospital no mesmo comunicado a que o DN teve acesso informa que afastou temporariamente a médica que deu alta à menina. O DN sabe que a CUF tentou entrar em contacto com os familiares da menina sem sucesso.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG