Mau tempo. Sete barras marítimas fechadas devido à agitação forte

Sete barras marítimas do continente estão fechadas à navegação por causa do estado do mar e outras tantas estão condicionadas. Há seis distritos sob aviso vermelho.

Em causa estão as barras de Aveiro, Caminha, Esposende, Vila Praia de âncora, Póvoa do Varzim, Vila do Conde e da Ericeira.

De acordo com a AMN, cinco barras do continente (Viana do Castelo, Douro, Figueira da Foz, S. Martinho do Porto e Lagos) e duas na ilha das Flores, grupo ocidental dos Açores, (barra de Santa Cruz das Flores e Lage das Flores) estão hoje condicionadas.

Por causa da forte agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou seis distritos do continente sob aviso vermelho, o mais grave, a partir das 12:00 de hoje e até à madrugada de sexta-feira.

Segundo o IPMA, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar sob aviso vermelho, prevendo-se ondas de noroeste com sete a oito metros, podendo atingir 15 metros de altura máxima.

Estes distritos estão desde as 06:00 de hoje sob aviso laranja devido à previsão de ondas de noroeste com cinco a sete metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

O distrito de Lisboa também está sob aviso laranja desde as 06:00 e até às 12:00 de hoje também devido à agitação marítima, com ondas de noroeste com cinco a sete metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

Os distritos de Faro, Setúbal e Beja estão igualmente sob aviso laranja, prevendo-se ondas entre os cinco e os seis metros, podendo atingir 12 metros de altura máxima.

De acordo com o IPMA, o aviso vermelho é o mais elevado dos avisos meteorológicos e representa uma situação meteorológica de risco extremo.

O aviso laranja, o terceiro numa escala de quatro, aplica-se a situações meteorológicas de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo traduz situações de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG