Queda de árvores e inundações. Proteção Civil regista 184 ocorrências

Mau tempo afetou mais o distrito de Porto, mas a situação mais grave ocorreu em Ourém (Santarém) onde a queda de uma árvore provocou a morte de um automobilista

Quedas de árvores, inundações e movimentações de terra. Foram as principais ocorrências das 184 registadas pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) durante este sábado, com a maioria destas situações a ocorrer até meio da tarde. O Porto é o distrito com mais ocorrências, 49, mas segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) nas últimas horas não têm existido pedidos de socorro ou ocorrências significativos.

O caso mais grave do dia aconteceu em Ourém, distrito de Santarém. Um homem morreu depois de a viatura ligeira que conduzia ter sido atingida por uma árvore que caiu devido ao mau tempo, revelou o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém.

Segundo a mesma fonte, o acidente ocorreu às 12:06, na Estrada Nacional 113. O vento forte e a chuva terão feito tombar a árvore de grandes dimensões, que atingiu o carro, provocando a morte do condutor, que seguia sozinho. No local do acidente estiveram os bombeiros de Ourém e uma equipa da Viatura de Emergência Médica do Médio Tejo, que confirmaram o óbito.

A ANPC registou desde as 00:00 de hoje 184 ocorrências relacionadas com o mau tempo, sendo o Porto o distrito mais afetado, seguido de Viseu (22) e Coimbra (21).

A maior parte das ocorrências está relacionada com queda de árvores e de estruturas, limpeza de vias, inundações e movimentações de terras, indicou a Proteção Civil.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje um aviso amarelo, o terceiro menos grave numa escala de cinco, para 16 distritos de Portugal continental devido à previsão de chuva forte e agitação marítima no domingo.

De acordo com o IPMA, os distritos de Bragança, Viseu e Évora estão sob aviso amarelo entre as 09:00 e a meia-noite de domingo devido à previsão de períodos de chuva, persistente, por vezes forte.

Nos distritos da Guarda, Setúbal, Castelo Branco e Portalegre, o aviso vigora entre as 06:00 e as 21:00, no distrito de Santarém entre as 03:00 e as 21:00 e em Vila Real entre as 03:00 e as 09:00, adianta o Instituto Português do Mar e da Atmosfera em comunicado.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga também estão sob aviso amarelo devido à previsão de forte agitação marítima, entre as 06:15 e as 12:00 de domingo, e de chuva persistente, por vezes forte, entre as 03:00 e 09:00 de domingo.

Também, a ANPC emitiu na sexta-feira um aviso à população devido às condições meteorológicas no norte e centro do país.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.