Mais de metade dos alunos do 9º ano chumbaram na prova de Matemática

Um dia depois de serem conhecidos os resultados do ensino secundário, o Ministério da Educação revelou as médias do básico. Resultados a Português foram melhores

Mais de metade dos alunos do nono ano tiveram negativa a Matemática na prova deste ano - só 48% tiveram classificação positiva (igual ou superior a 50%). No exame de Português, os resultados foram mais positivos e a percentagem de alunos com 50% ou mais sobe para 87%, segundos dados revelados esta sexta-feira pelo ministério da Educação.

Dos 94 524 que fizeram a prova de Matemática, 49 173 tiveram negativa e a média foi de 47 pontos, numa escala de 0 a 100, o que significa que houve uma descida de seis pontos em relação ao ano anterior, quando a média se fixou nos 53. Perto de 20 000 alunos não conseguiram chegar aos 20 pontos e apenas 306 tiveram a nota máxima.

No entanto, como a aprovação às disciplinas é dada pela relação entre prova e nota de frequência, a subida nas negas a Matemática tem um impacto pequeno: subiram um ponto percentual de 32 para 33%.

Já na disciplina de Português, a média subiu oito pontos percentuais relativamente ao ano anterior, tendo passado de 58 para 66, mas não houve uma melhoria significativa na taxa de reprovação: passou de 7 para 6%.

No total, realizaram-se 189 266 provas do 3.º ciclo do ensino básico em 1255 escolas e foram classificadas por 4 171 professores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.