Fenprof anuncia greve de professores para outubro

Mário Nogueira declarou ainda que se realizará uma manifestação nacional a 5 de outubro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reafirmou esta quinta-feira que não abdica de um único dia do tempo de serviço congelado dos docentes e anunciou uma greve e uma manifestação nacional para outubro, confirmando os avisos que já tinham sido deixados no final do ano letivo passado.

Na primeira conferência de imprensa após as férias, o secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, explicou que a manifestação será a 5 de outubro, com a greve a acontecer em data a acordar com outras estruturas sindicais, com as quais se reúne já nesta sexta-feira.

A greve e manifestações, ressalvou , dependerão das respostas do Governo na reunião marcada para 7 de setembro.

Mas hoje Mário Nogueira já avisou: "Não estamos disponíveis para manobras dilatórias. Não vamos estar mais um ano em compromissos e textos. Já demos para esse peditório".

Veja o vídeo da conferência de imprensa:

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.