Demitem-se chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia

Médicos dizem que houve "quebra de compromisso" porque não foram contratados mais médicos

Os chefes de equipa de urgência do hospital D. Estefânia, em Lisboa, apresentaram hoje a sua demissão à administração, considerando que houve "quebra do compromisso" feito pela instituição de contratar mais médicos.

O anúncio, feito hoje, refere que os médicos consideram que a situação "é insustentável".

A demissão foi apresentada por todos os chefes de equipa e coordenadores daquele serviço, num total de 10.

O bastonário dos Médicos, que tinha marcado para hoje uma visita àquele hospital de Lisboa está reunido com a administração, depois de ter criticado, na terça-feira, as "graves carências de recursos humanos" na instituição.

Exclusivos

Premium

Betinho

Betinho: "NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus à seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.