Cocaína que chegou aos Açores escondida em veleiro vale 50 milhões de euros

Barco entrou na baía da Praia da Vitória, ilha Terceira, e teria como destino a Europa. Polícia Judiciária deteve duas pessoas e apreendeu as placas de droga que serviriam para cinco milhões de doses.

A Polícia Judiciária deteve na ilha Terceira (Açores) dois homens que entraram no porto da cidade açoriana num veleiro que transportava meia tonelada de cocaína. Segundo um comunicado desta força de segurança, a operação - com o nome Tiphon - foi o culminar de uma investigação que durou alguns dias na região autónoma.

O veleiro tinha partido da América do Sul e a droga deveria ser entregue num porto europeu. A escala na ilha Terceira serviria para descanso da tripulação e reabastecimento. De acordo com o comunicado da PJ as buscas ao interior da embarcação permitiram encontrar "duas áreas distintas, especialmente reconfiguradas na estrutura da embarcação para o transporte de estupefacientes".

No interior desses compartimentos foram encontradas as placas de cocaína "com o peso aproximado de 500 quilos, bem como uma pistola". De acordo com o coordenador da PJ no arquipélago esta foi "a segunda maior apreensão de droga nos Açores este ano".

João Oliveira adiantou à Lusa que os detidos integravam "uma rede organizada internacional de tráfico de droga". "As evidências apontam para que os Açores continuem na rota internacional do tráfico de droga, tendo em conta a posição geográfica do arquipélago", disse ainda.

Os dois homens detidos, um holandês e outro estónio, têm 41 e 53, já foram presentes a um juiz de instrução criminal e foi-lhes decretada a medida de coação de prisão preventiva.