Governo da Madeira declara quarentena obigatória para quem chega

Miguel Albuquerque diz que o arquipélago "não pode estar à espera do Governo da República" para impedir aterragem de voos de países em situação mais problemática.

O Governo Regional da Madeira decretou este sábado que todos os passageiros que aterrem nos aeroportos da Madeira e Porto Santo ficam em situação de quarentena e isolamento social obrigatório a partir das 00:00 de domingo.

Esta foi uma das medidas anunciadas em conferência de imprensa pelo presidente do executivo madeirense, Miguel Albuquerque, que salientou que "a Madeira não pode estar à espera do Governo da República" para impedir aterragem de voos provenientes de países que estão em situação mais problemática.

"Vamos decretar quarentena e isolamento social obrigatórios a qualquer passageiros que desembarque nos aeroportos do Porto Santo e da Madeira-Cristiano Ronaldo", declarou, sublinhando: "Isto é para cumprir".

Segundo o Diário de Notícias da Madeira, o acesso à ilha de Porto Santo está limitado aos residentes.

Outra medida adotada, devido a propagação dos casos de Covi-19 no país, é a isenção de pagamento das contas de água e luz para a população da região desde 16 a 31 março.

Miguel Albuquerque anunciou ainda que as forças de segurança vão fiscalizar a redução da lotação dos estabelecimentos, a proibição de consumo no exterior desses mesmos estabelecimentos, o horário reduzido de serviços, o encerramento temporário de salões de jogo. A polícia pode determinar o encerramento imediato dos estabelecimentos que não cumpram medidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG