Falta de luz no Garcia de Orta leva heli do INEM a aterrar no relvado do Cova da Piedade

Piloto aterrou a três quilómetros de distância porque heli do hospital de Almada estava sem iluminação.

Um helicóptero do INEM foi obrigado a aterrar no campo de futebol do clube desportivo Cova da Piedade por falta de iluminação no heliporto do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

As imagens do helicóptero a aterrar no relvado do Cova da Piedade, no sábado à noite, foram disponibilizadas na conta de Facebook do clube. No post explica-se que tal aconteceu "devido ao facto de durante a noite o heliporto do Hospital Garcia de Orta não ter iluminação". E adianta-se que transportava uma senhora idosa que carecia de cuidados médicos urgentes.

De acordo com o JN, trava-se de uma mulher de 72 anos vinda do Hospital de Évora.

O facto do heliporto do hospital não estar devidamente certificado para a operação noturna terá levado o comandante a pedir autorização para aterrar num local alternativo mais próximo, adianta o jornal que cita ainda uma fonte do INEM segundo a qual não é a primeira vez que se regista um procedimento destes - sempre que os heliportos dos hospitais não apresentam condições para aterragem, os comandantes procuram um local próximo.

O DN tentou, em vão, contactar a unidade hospitalar de Almada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG