Encontrados corpos de dois irmãos arrastados pelo mar em Cascais

Os dois homens foram apanhados pelo mar numa zona de "rebentação violenta", enquanto pescavam. Um tropeçou nos fios da cana de pesca e o outro irmão mergulhou para salvá-lo.

Dois pescadores foram encontrados mortos, este domingo, numa das arribas da Boca do Inferno, no Guincho, Cascais. De acordo com a Autoridade Marítima Nacional, citada pela TVI, os dois homens terão sido arrastados pelo mar numa zona de "rebentação violenta".

Trata-se de dois irmãos, na casa dos 30 anos, de nacionalidade estrangeira. Embora os bombeiros ainda não conheçam a sua origem exata. Os homens estavam a pescar quando um terá caído ao mar, depois de tropeçar nos fios da cana de pesca. O irmão mergulhou para tentar salvá-lo, mas foram os dois arrastados pelas ondas.

O alerta foi recebido pelo Centro Coordenador de Busca e Salvamentos Marítimos por volta das 13:45 e os corpos já foram retirados da falésia. O resgate envolveu profissionais da PSP, da Autoridade Nacional Marítima, da Marinha e dos bombeiros de Cascais. O primeiro corpo foi retirado por uma moto de água e o segundo pela embarcação da estação de salva-vidas, duas horas depois da queda. As causas do acidente vão ser alvo de uma investigação.

Após o alerta e quando as autoridades chegaram ao local falaram com testemunhas que relataram que "dois homens encontravam-se a pescar na base da arriba quando foram apanhados por uma onda", disse o porta-voz da Marinha, comandante Pereira da Fonseca, à agência Lusa.

A arriba da Boca do Inferno é uma zona considerada perigosa devido à forte rebentação. De acordo com o comandante dos bombeiros de Cascais está devidamente assinalada, no entanto, é um local propicio a acidentes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG