Detido suspeito da morte de cabeleireiro português na Suíça

A polícia do cantão de Zurique prendeu um suspeito de ter assassinado o cabeleireiro Ricardo Marques Ferreira num quarto de hotel.

O suspeito do crime é um cidadão brasileiro de 39 anos, anunciaram as autoridades suíças este domingo. O suspeito foi detido no sábado à noite, um dia depois de a polícia ter encontrado o cadáver de Ricardo Marques Ferreira no quarto de hotel em que se encontrava hospedado.

Madeirense de 40 anos, conhecido como Cajó, Ricardo Marques Ferreira penteou e maquilhou trabalhou personalidades públicas como a estrela de futebol Cristiano Ronaldo, a estilista Fátima Lopes, ou as apresentadoras Isabel Angelino e Liliana Campos.

O cabeleireiro radicado em Zurique há dois anos estava, segundo o Correio da Manhã, hospedado há uma semana no hotel onde acabaria por morrer.

A polícia foi chamada a intervir na sexta-feira às 14.00, onde encontraram um cadáver morto à facada num "quarto cheio de sangue". Segundo o 20 Minutes , o alerta foi dado por vários hóspedes, que se queixaram incomodados com o ruído oriundo daquela habitação.

Segundo a polícia, foi de pronto lançado "um vasto dispositivo" para encontrar o autor do crime. O quarteirão foi fechado ao trânsito e com a ajuda de cães de equipas cinotécnicas, a área foi revistada, sem sucesso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG