Detido homem que extorquia mulheres a quem pedia fotos íntimas no Facebook

Burlão de 53 anos foi detido pela PJ de Vila Real. Obtinha imagens de cariz sexual de mulheres que conhecia pelo Facebook e depois fazia extorsão. Presente a tribunal, saiu em liberdade, proibido de aceder a redes sociais.

Um homem de 53 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, suspeito dos crimes de burla qualificada e extorsão. O seu modo de vida, diz a PJ; era conhecer mulheres pelo Facebook, obter imagens suas de cariz íntimo e sexual para depois fazer extorsão, ameaçando torná-las públicas. Uma conduta criminosa que é conhecida como sextortion. Fez vítimas de norte a sul do país.

"A investigação apurou que o arguido, mediante a utilização de uma identidade falsa, através das redes sociais (facebook), criou amizade com várias mulheres, convencendo-as a facultarem-lhe fotografias ou filmes de cariz íntimo/sexual. Obtidas as imagens, exigiu-lhes montantes elevados em dinheiro, para que as mesmas fotografias e filmes, não fossem divulgados, a amigos e familiares das vítimas", explica a PJ em comunicado esta quarta-feira divulgado.

De acordo com a força policial, o "arguido, que vive de forma itinerante pelo País, pernoitando em residenciais, terá feito desta atividade ilícita o seu modo de vida, nos últimos meses; está referenciado, em vários locais, designadamente em Peso da Régua, Braga, Paços de Ferreira e Évora".

A PJ informa que o suspeito, sem ocupação laboral, "foi presente às autoridades judiciárias competentes, ficando sujeito a apresentações bissemanais, proibição de acesso a redes sociais e proibição de contacto com as vitimas".

"A Polícia Judiciária continua a desenvolver diligências de investigação no sentido de apurar a extensão da atividade criminosa do arguido, designadamente o número de vítimas atingidas", refere ainda o comunicado policial.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG