Covid-19. Mais 131 casos e seis mortos em Portugal

Número de recuperados suplanta o de novos casos: mais 147 pessoas estão recuperadas da covid-19.

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais seis pessoas e foram confirmados mais 131 novos casos de covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde deste domingo (9 de agosto), desde que a pandemia começou registaram-se 52.668 infetados, 38.511 recuperados (mais 147 nas últimas 24 horas) e​ 1756 vítimas mortais no país.

Atualmente há 366 pessoas internadas em unidades hospitalares (mais nove que no dia anterior). Nos Cuidados Intensivos estão agora 33 doentes, número que não sofreu alterações nas últimas 24 horas.

A região de Lisboa e Vale do Tejo totaliza hoje 27.110 casos de covid-19, mais 69 do que no sábado, o que representa 52,6% do total de novos casos a nível nacional.

Em termos percentuais, nas últimas 24 horas o aumento no número de casos confirmados foi de 0,24% (de 52.537 para 52.668) e o de mortos representou 0,34%.

O número de doentes dados como recuperados de covid-19 voltou a aumentar nas últimas 24 horas para 38.511, mais 147 do que no sábado.

Quanto aos casos confirmados, a região Norte tem 19.049, mais 48 casos, e a região Centro tem 4.514 infeções confirmadas, mais uma do que as registadas na véspera, de acordo com o boletim.

O Algarve totaliza 929 casos, mais três do que no sábado, e o Alentejo tem 764, mais dois.

A Madeira regista mais um caso, totalizando agora 123 infeções confirmadas, e nenhuma morte, e nos Açores há 179 casos de infeção, mais nove do que no sábado. O número de pessoas que morreram com covid-19 no arquipélago mantém-se em 15.

A região Norte continua a registar o maior número de mortes (832), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (617), o Centro (253), Alentejo (22), Algarve (17) e Açores (15).

Em termos globais, há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (8.700), seguindo-se a faixa entre 30 e 39 anos, que contabiliza hoje 8.608 casos.

A faixa etária entre os 20 e os 29 anos totaliza em Portugal desde o início da pandemia 8.073 casos, enquanto na faixa dos 50 aos 59 anos, os casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2 situa-se nos 7.937.

Com mais de 80 anos, tiveram infeções confirmadas 5.956 pessoas, enquanto 5.272 pessoas entre os 60 e os 69 anos adoeceram.

Pandemia já causou 727 mil mortos, mais seis mil nas últimas 24 horas

A pandemia do novo coronavírus já causou pelo menos 727.288 mortos em todo o mundo, de acordo com o balanço da agência France-Presse a partir de fontes oficiais e que se reporta às 12 horas de hoje.

Do total de 19.674.290 casos que foram diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, 11,6 milhões foram considerados curados.

Nas últimas 24 horas foram registados 6.045 mortos e 278.509 infetados em todo o mundo. Os países que registaram mais novas mortes foram os Estados Unidos (1.329), o Brasil (905) e a Índia (861).

Os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como de casos, com 162.425 mortes em 4.998.105 infetados. Pelo menos 1.643.118 pessoas foram consideradas curadas.

Após os Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, com 100.477 mortos em 3.012.412 casos, o México com 52.006 mortes (475.902), o Reino Unido (46.566 mortos em 309.763 casos) e a Índia (43.379 mortes entre 2.153.010 infetados).

Entre os países mais afetados, a Bélgica é o que lamenta mais mortos em relação à sua população, com 85 mortes por 100.000 habitantes, seguida do Reino Unido (69), do Peru (63), da Espanha (61) e da Itália (58).

Brasil passa a barreira dos 100 mil mortos

Nas últimas 24 horas o Brasil ultrapassou a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, segundo os dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Números que fazem do Brasil o segundo país do mundo mais afetado pela pandemia do novo coronavírus, apenas superado pelos Estados Unidos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG