Casos de sucesso, exames, melhores concelhos e distritos. O que dizem os rankings das escolas

As escolas públicas dominam os casos de sucesso, mas ainda são as privadas que alcançam as maiores médias nos exames nacionais. Portalegre é o pior concelho, Coimbra o melhor.

Os rankings das escolas relativos a 2019 e divulgados este sábado voltam a alimentar um duelo entre as escolas públicas e privadas, com as primeiras a conquistar o seu lugar no ranking que mede os percursos de sucesso. Já no que diz respeito ao exames nacionais, ainda não é desta que o ensino privado é destronado dos primeiros lugares. Mas há diferenças regionais: nos distritos, Coimbra é aquele que soma uma média em provas externas do ensino secundário mais elevada; nos concelhos, é São João da Pesqueira que agrega mais sucesso.

Percursos Diretos de Sucesso

Este indicador foi introduzido pelo Ministério da Educação há três anos e apresentado como um ranking mais robusto face àquele que tem por base as avaliações externas. Ao contrário do ranking dos exames, este compara estudantes com características semelhantes e que partem do mesmo ponto, valorizando depois a sua evolução. Para definir as posições de cada escola através deste ranking, o DN não considerou a percentagem de casos de sucesso registados, mas sim a diferença entre o desempenho de cada face à média de outros estabelecimentos de características semelhantes.

Exames nacionais

Por outro lado, o ranking dos exames nacionais tem apenas em conta os resultados das escolas nestas provas externas. Aqui, os resultados podem variar entre diversos órgãos de comunicação social, pois ao contrário do que ocorre relativamente ao ranking dos Percursos Diretos de Sucesso, em que os critérios são definidos pela tutela, os primeiros são organizados com base em critérios definidos por cada órgão de comunicação social, depois de recebidos os dados por parte do Júri Nacional de Exames.

O DN considerou para este ranking os exames da 1.º fase, realizados por alunos internos - que frequentam a escola ao longo do ano letivo. Além disso, são consideradas apenas as escolas com pelo menos 20 exames realizados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG