Bombeiros das 19 freguesias da AML vão realizar testes de diagnóstico

O Ministério da Administração Interna refere que a realização dos testes inicia-se esta semana e abrange todos os 944 operacionais dos quadros ativo e de comando, pertencentes a 16 Corpos de Bombeiros.

Os bombeiros voluntários que atuam nas 19 freguesias em situação de calamidade da Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão realizar testes de diagnóstico à covid-19, anunciou esta terça-feira o Ministério da Administração Interna (MAI).

"O Ministério da Administração Interna, em articulação com o Ministério da Saúde, decidiu realizar testes de despistagem à covid-19 aos elementos que integram os corpos de bombeiros voluntários que atuam nas 19 freguesias em situação de calamidade da Área Metropolitana de Lisboa", refere uma nota do Ministério tutelado por Eduardo Cabrita.

Segundo o MAI, a realização dos testes será organizada entre a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e o Instituto Nacional de Emergência Médica.

O MAI sublinha que a medida tem em conta o risco de exposição profissional ao coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, a que estão sujeitos os bombeiros, nomeadamente no transporte de doentes urgentes e não urgentes.

Com esta medida, o Governo pretende "minimizar o risco de contágio entre o efetivo, salvaguardando a saúde e segurança dos bombeiros e daqueles com quem estes contactam, bem como a capacidade de resposta operacional dos corpos de bombeiros".

82% dos novos casos registam-se em Lisboa e Vale do Tejo

O MAI acrescenta que a realização dos testes inicia-se esta semana e abrange todos os 944 operacionais dos quadros ativo e de comando, pertencentes a 16 Corpos de Bombeiros, designadamente Amadora (Município da Amadora), Ajuda, Beato e Penha de França, Cabo Ruivo, Campo de Ourique, Lisboa e Lisbonenses (Município de Lisboa), Camarate e Sacavém (Município de Loures), Caneças, Odivelas e Pontinha (Município de Odivelas), Agualva-Cacém, Algueirão-Mem Martins, Belas e Queluz (Município de Sintra).

A testagem aos bombeiros das 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa, região onde se tem registado o maior número de casos, surge um dia depois de ser conhecido um surto de covid-19 nos bombeiros voluntários de Queluz, em que, pelo menos, 13 bombeiros estão infetados.

Portugal regista esta terça-feira mais oito mortes causadas pela covid-19 do que na segunda-feira e mais 229 infetados, cerca de 82% dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico da DGS, o número de mortes relacionadas com a covid-19 ascende a 1.576 pessoas enquanto os casos confirmados desde o início da pandemia totalizam 42.141 infetados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG