Base jumping. Praticante morre em queda no solo

Avaria no paraquedas poderá ter estado na origem do acidente que ocorreu no Porto da Cruz, em Machico.

Um praticante de base jumping (saltos com paraquedas) morreu este sábado no Porto da Cruz, em Machico, vítima de uma alegada avaria no paraquedas que não abriu, fazendo-o cair sobre o solo da Penha de Águia.

"Qualquer coisa correu mal e o praticante de base jumping caiu, não no mar, mas no solo da parte ribeirinha da Penha de Águia, tendo falecido", disse à Lusa o comandante da Capitania do Porto do Funchal, capitão-de-mar-e-guerra José Luís Cardoso.

De acordo com o responsável pela Zona Marítima da Madeira, uma equipa dos Bombeiros Municipais de Machico já chegou ao local por via de uma vereda de difícil acesso e está a equacionar "se o corpo será resgatado por terra ou por mar".

O praticante, de nacionalidade norte-americana, tinha cerca de 40 anos.

Capitania do Porto do Funchal, Serviço Regional de Proteção Civil, Subcentro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal, Polícia Marítima, Bombeiros Municipais de Machico e SANAS tomaram conta da ocorrência que se deu às 13:20 horas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG