Apreendido "importante" livro de valor "indeterminado" com mais de 300 anos

Livro que remonta ao século XVII, pertencente ao arquivo do município de Penedono, foi apreendido pela PJ. Trata-se de um "importante documento" que foi desviado por motivos desconhecidos.

Um livro de Atas do século XVII foi apreendido pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ). Trata-se de um "importante documento", que contém atas de vereação, pertencente ao município de Penedono, distrito de Viseu, que terão sido redigidas entre 1657 e 1662.

Com 240 páginas manuscritas, o livro foi apreendido após "um intenso trabalho de recolha de informação e de investigação", conforme indica a PJ num comunicado enviado à redação do DN.

O documento pertence ao arquivo do município de Penedono foi desviado "por motivos ainda não esclarecidos". O alerta foi dado pelo Arquivo Distrital de Viseu e pela Câmara Municipal de Penedono, depois de o livro ter sido colocado à venda na internet.

Dada a "relevância" do documento, "de valor indeterminado", a Polícia Judiciária iniciou um inquérito e deu início a diligências para a sua recuperação.

O livro com mais de 300 anos foi localizado e apreendido a quem o tinha na sua posse, um comerciante de Torre de Moncorvo, diz a nota da PJ. O documento vai agora ser alvo de perícias forenses, com o objetivo de determinar a sua autenticidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG