Acidente em Redondo fez três mortos e três feridos, um em estado grave

As três vítimas mortais do acidente, o despiste de uma viatura ligeira, têm idades compreendidas entre os 20 e 30 anos.

O acidente que este domingo fez três mortos no concelho de Redondo (Évora) deixou também três pessoas feridas, uma das quais em estado grave, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

As três vítimas mortais do acidente, o despiste de uma viatura ligeira, têm idades compreendidas entre os 19 e 30 anos, disse à agência Lusa fonte da GNR.

A mesma fonte adiantou que não foram ainda apuradas as causas do acidente, que deverão ser conhecidas nos próximos dias, estando a caminho do local "uma polícia especial" para desenvolver a investigação.

De acordo com fonte policial, a chamada da Polícia Judiciária (PJ) para investigar o desastre deveu-se ao "cenário, que não é habitual" em acidentes de viação, encontrado pelas autoridades no local, incluindo o facto de o veículo sinistrado ser um ligeiro de mercadorias com dois lugares e haver seis vítimas. "As diligências vão continuar, em colaboração com a GNR".

Os três feridos foram transportados para o hospital de Évora e dois deles, considerados ligeiros, de 23 e 24 anos, já tiveram alta, disse à Lusa fonte da unidade de saúde, ao final da tarde deste domingo.

A fonte do CDOS de Évora disse que o acidente ocorreu na Estrada Regional 381, junto à barragem da Vigia, e o alerta foi dado às 05:10.

Para o local foram mobilizados 35 operacionais, apoiados por 17 viaturas.

Para além dos bombeiros voluntários de Redondo e de Reguengos de Monsaraz, encontram-se no local elementos da PJ, GNR e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Notícia atualizada às 21:03 com informação sobre a investigação do acidente.

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.