Vacinas são eficazes contra nova estirpe do vírus, diz ministro alemão

Especialistas da União Europeia acreditam que as vacinas existentes contra o novo coronavírus são eficazes contra a nova estirpe de disseminação rápida identificado na Grã-Bretanha, disse o ministro da saúde da Alemanha no domingo.

"De acordo com tudo o que sabemos até agora" a nova estirpe "não tem impacto nas vacinas ", que continuam" tão eficazes" quanto antes, disse o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, à emissora pública ZDF, citando "conversas entre especialistas de várias autoridades europeias".

Spahn referia-se especialmente à vacina Pfizer-BioNTech, que já está a ser administrada em alguns países, incluindo os EUA e no Reino Unido, e que está prestes a receber a aprovação do Agência Europeia de Medicamentos (reunião agendada para esta segunda-feira, 21)

Um porta-voz do ministério da saúde alemão disse que uma reunião de especialistas da UE ocorreu neste domingo e incluiu representantes do Instituto Robert Koch (RKI), entidade alemã de saúde pública.

Uma série de países da UE proibiram já viagens aéreas do Reino Unido, em resposta à nova estirpe.

Portugal também anunciou esta noite medidas de reforço de controlo dos voos provenientes do Reino Unido. A partir da próxima meia noite (00h00 de dia 21) apenas são autorizados a entrar em território nacional os passageiros de voos provenientes do Reino Unido que sejam cidadãos nacionais ou cidadãos legalmente residentes em Portugal. Estes passageiros têm de apresentar, à chegada a Portugal, comprovativo de realização de teste laboratorial para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo.

Na Grã-Bretanha, o governo anunciou restrições mais rígidas que afetam algumas partes do país. O primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse no sábado que a variante pode ser até 70 por cento mais infecciosa do que as conhecidas até aqui principal, com base em dados preliminares.

A Organização Mundial da Saúde disse que nove casos foram detectados na Dinamarca e um na Holanda e Austrália, enquanto a Itália disse na noite de domingo que também detectou um único caso em uma pessoa retornando da Grã-Bretanha.

A Alemanha, que detém a presidência rotativa da UE, convocou uma reunião de especialistas na segunda-feira para discutir a resposta dos 27 à nova ameaça, disse o porta-voz do ministério da saúde alemão.

A reunião será realizada no âmbito do Mecanismo Europeu Integrado de Reação à Crise, do Conselho Europeu, esquema de resposta a crises, que pode ser invocado para a saúde, emergências ambientais ou terroristas, entre outras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG