Tribunal egípcio condena 11 homossexuais a penas de até 12 anos de cadeia

O tribunal considerou-os culpados de "libertinagem e incitamento à libertinagem"

Um tribunal egípcio condenou 11 homens acusados de homossexualidade a penas de prisão entre três e 12 anos, revelaram fontes judiciais citadas pela agência de notícias AFP.

Os homens tinham sido detidos em setembro do ano passado num apartamento nos subúrbios do Cairo.

O tribunal considerou-os culpados de "libertinagem e incitamento à libertinagem", a acusação normalmente usada no Egito contra os homossexuais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG