Tribunal constitucional do Mali confirma reeleição de Ibrahim Keita

Resultados tinham sido contestados pela oposição, que alegava fraude.

O Tribunal Constitucional do Mali confirmou esta segunda-feira a reeleição do presidente Ibrahim Boubacar Keita, rejeitando acusações de fraude por parte da oposição. Soumaila Cisse, que angariou 32,83% dos votos, contestou os resultados das eleições presidenciais realizadas a 12 de agosto.

"Proclamo eleito Ibrahim Boubacar Keita", declarou a presidente do Tribunal Constitucional maliano, Manassa Danioko.

Keita foi reeleito com 67,17% dos votos e inicia a 4 de setembro um segundo mandato de cinco anos, numa altura em que as autoridades do Mali estão a enfrentar a violência crescente por parte de grupos jihadistas e milícias étnicas. A sua principal tarefa passa por revitalizar o acordo de paz assinado em 2015 com o governo local e rebeldes tuaregues.

As eleições presidenciais ficaram marcadas por ataques armados no centro e no norte do país que obrigaram ao encerramento de dezenas de locais de voto.

Vários observadores locais e internacionais afirmaram não existir evidências de fraude, independentemente do número de irregularidades e interrupções registadas.

Segundo o ministro da Administração Territorial, Mohamed Ag Erlaf, a taxa de participação nas eleições rondou os 34,54%.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.