Príncipe Carlos sai do isolamento para receber Macron em Londres

Este será o primeiro evento presencial da família real britânica desde o início da pandemia de covid-19.

O príncipe Carlos, herdeiro da coroa britânica, vai receber o Presidente de França, Emmanuel Macron, na próxima quinta-feira, em Londres, o primeiro evento presencial da família real durante a pandemia de covid-19.

Um porta-voz da residência oficial do príncipe de Gales assegurou que, durante o encontro, vão ser respeitadas as normas de segurança, nomeadamente, o distanciamento social.

Macron não será obrigado a cumprir a quarentena de 14 dias, imposta pelo Reino Unido às pessoas que visitam aquele país.

Carlos e a duquesa da Cornualha, Camila Parker Bowles, regressam a Londres após quase três meses em isolamento na residência escocesa em Birkhall. Em março, o casal teve de se isolar depois de o príncipe Carlos ter testado positivo à covid-19

O casal, tal como os restantes membros da família real britânica, participou em vários compromissos oficiais, mas sempre por videoconferência.

Clarence House explicou que Carlos e Camilla vão receber Macron com uma guarda de honra para celebrar os 80 anos do famoso apelo do general De Gaulle ao povo francês, durante a II Guerra Mundial. A 18 de junho de 1940, De Gaulle usou os microfones da BBC em Londres, onde estava exilado para escapar à invasão nazi da França e lutar contra esta e contra o regime colaboracionista de Vichy, para apelar aos franceses para resistirem. "Apelo a todos os franceses que queiram permanecer livres que oiçam a minha voz e me sigam", afirmou na altura o homem que mais tarde iria ser recebido em herói numa França libertada.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG