O sindicalista do bigode que quer travar a reforma de Valls

O metalúrgico Philippe Martinez, quadro da Renault, é desde fevereiro de 2015 o patrão do maior sindicato francês

É, provavelmente, o bigode mais famoso neste momento em França, não passando despercebido na primeira fila das manifestações contra a reforma da lei laboral. Um bigode que é há cinco anos a imagem de marca de Philippe Martinez, que lidera desde fevereiro de 2015 a Confederação Geral do Trabalho (CGT) e que assumiu as rédeas da contestação sindical ao presidente François Hollande e ao governo de Manuel Valls. "Quando lutamos podemos ganhar, mas se não lutamos, então seguramente vamos perder", defende.

Filho de imigrantes espanhóis de esquerda, que lutaram contra o franquismo, o patrão da CGT nasceu a 1 de abril de 1961, nos arredores de Paris. Tinha 23 anos quando começou a trabalhar na fábrica da Renault, em Billancourt, aderindo quase de imediato ao sindicato e sendo eleito dois anos depois delegado sindical. Em 1992, passou a liderar o sindicato dos Engenheiros, Quadros e Técnicos e cinco anos depois assumiu era o principal sindicalista da Renault de Billancourt. Em 2008, foi eleito secretário-geral da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos, uma das mais influentes da CGT. A sua companheira, Nathalie Gamiochipi, foi líder da Federação da Saúde.

No ano passado, assumiu a liderança do maior sindicato francês, que está sob a ameaça de ser ultrapassado em 2017 pela CFDT (que apoia esta reforma laboral). Desta forma, a atual contestação é uma forma de marcar posição junto dos trabalhadores. Apesar de ser o primeiro patrão da CGT que não tem o cartão de militante do Partido Comunista Francês (aderiu em jovem, mas saiu em 2002), Martinez tornou-se no rosto da oposição de esquerda a Hollande e Valls.

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.