Itália com menos mortes e menos novos casos nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, Itália registou 578 mortes, o que representa uma ligeira redução face ao dia anterior. Já morreram 21 645 pessoas devido ao novo coronavírus e o número de infetados é agora superior a 165 mil.

Itália registou nas últimas 24 horas uma redução do número de novas mortes pelo novo coronavírus, 578 contra 602 nas 24 horas anteriores, e manteve o decréscimo no número de novos casos e de doentes em cuidados intensivos.

O número total de mortes associadas à covid-19 desde que o novo coronavírus foi detetado em Itália, a 21 de fevereiro, é agora de 21.645.

O país tinha registado no domingo o número mais baixo de novas mortes em três semanas, 431, mas na segunda e na terça-feira registou um aumento das novas mortes, respetivamente 566 e 602.

Quanto ao número total de casos, ele ascende hoje a 165.155, com um aumento de 2.667 novos casos desde terça-feira, o que confirma o abrandamento do ritmo de propagação.

Desde fevereiro, 38.092 foram consideradas curadas, segundo os números avançados na habitual conferência de imprensa diária do direitor da Proteção Civil, Angelo Borrelli.

Há 27.643 pessoas internadas em hospitais, 3.079 das quais em unidades de cuidados intensivos.

Surgido em dezembro na China, o novo coronavírus já fez quase 127 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 428 mil doentes foram considerados curados.

A Europa é a região do mundo mais afetada, com mais de 85.000 mortos e um milhão de casos.

Os países europeus mais afetados são Itália, Espanha (18.579 mortos, 177.633 casos), França (15.729 mortos, 143.303 casos) e Reino Unido (12.107 mortos, 93.873 casos).

Em Portugal, morreram 599 pessoas das 18.091 registadas como infetadas, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, divulgado esta quarta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG