Trump satisfeito com possibilidade de nova cimeira com Kim Jong-un. "A nossa relação é muito boa"

Para o presidente dos EUA um terceiro encontro com o líder norte-coreano seria bom para esclarecer as posições dos dois países após a cimeira fracassada de fevereiro

O Presidente dos EUA, Donald Trump, congratulou-se este sábado por o líder norte-coreano concordar com um novo encontro entre ambos após a última cimeira fracassada, sublinhando que o relacionamento "é excelente".

"Eu concordo com Kim-Jong-un de que a nossa relação é muito boa, talvez excelente, e que uma terceira cimeira seria boa, no sentido de esclarecermos plenamente as nossas posições", escreveu Trump na rede social Twitter.

O presidente norte-americano adiantou que a Coreia do Norte tem "um tremendo potencial para um crescimento económico incrível e riqueza sob a liderança de Kim".

"Estou desejoso pelo dia, que poderá ser em breve, em que se possam eliminar as armas nucleares e as sanções e ver como a Coreia do Norte se torne numa das nações mais bem-sucedidas do mundo", adiantou.

Trump reagiu assim ao discurso de sexta-feira de Kim Jong-un, no segundo dia da sessão inaugural da XIV legislatura da Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte.

Kim Jong-un criticou os EUA por fazer exigências unilaterais

"Se os Estados Unidos propõem realizar uma terceira cimeira com a Coreia do Norte com uma atitude e método corretos, queremos fazê-lo mais uma vez", disse o líder norte-coreano.

No seu discurso, Kim criticou Washington por fazer exigências unilaterais durante a cimeira realizada em Hanói, em fevereiro passado, mas disse que o seu relacionamento com Trump ainda é bom e que está pronto para voltar à mesa de negociações.

"Eu não hesitarei em assinar um acordo se for escrito de uma forma que satisfaça os interesses da Coreia do Norte e dos Estados Unidos, o que é justo e mutuamente aceitável e que dependerá da atitude e dos cálculos com que os EUA participem", disse.

Ler mais

Exclusivos