Trump fala de ataque na Suécia. Qual ataque? Não houve nenhum ataque

O presidente norte-americano referiu-se a um incidente para justificar a sua política anti-imigração. Só que tal incidente não aconteceu

Donald Trump parece ter inventado um ataque terrorista na Suécia. Durante um comício em Melbourn, Florida, o presidente norte-americano quis dar provas da necessidade de renovar a sua política anti-imigração e referiu alguns alegados exemplos de países europeus que estariam a sofrer as consequências da política de portas abertas.

"Vejam o que está a acontecer na Alemanha, vejam o que aconteceu a noite passada [sexta-feira] na Suécia", disse. "Suécia. Quem acreditaria nisto? Suécia", acrescentou. A multidão que o ouvia parece ter acreditado. Mas a referência, na qual lembrou ainda que "o país acolheu em grande número e que está a ter problemas que nunca imaginou", não é verdadeira.

As reações não se fizeram esperar. Até o ex-primeiro-ministro sueco, Carl Bildt, fez um comentário no Twitter, perguntando o que é que Donald Trump teria andado a fumar.

Muitos acreditam que Trump se referia a uma emissão da Fox News sobre a onda de violência entre refugiados na Suécia, a propósito de um documentário de Ami Horowitz.

Esta não é a primeira vez que a Casa Branca faz referência a um incidente que nunca aconteceu.

Kellyanne Conway, conselheira do presidente norte-americano disse, no início do mês, que a maioria das pessoas não sabe do "massacre de Bowling Green" porque este não teve cobertura mediática. Só que, na realidade, este nunca aconteceu.

Ler mais

Exclusivos