França está a criar uma Guarda Nacional, afirma Hollande

Depois do atentado a Nice, França faz apelo para os voluntários aumentarem as forças de segurança

O Presidente francês, François Hollande, disse esta quarta-feira que o apelo para aumentar as forças de reserva do país, no seguimento do atentado de Nice, está a abrir caminho para uma "Guarda Nacional".

Entre os atuais reservistas e o apelo para mais voluntários, "podemos dizer que a França, convosco, está a criar uma Guarda Nacional", disse Hollande.

O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, fez o apelo para os voluntários aumentarem as forças de segurança no seguimento do terceiro grande atentado islâmico nos últimos 18 meses, lembra a Agência France-Presse.

O Governo enfrentou duras questões sobre a capacidade para proteger os cidadãos depois de Mohamed Lahouaiej Bouhlel conduzir o seu camião por entre uma multidão que celebrava o Dia da Bastilha em Nice, um ataque do qual resultaram 84 mortos.

As forças de reserva da França incluem voluntários civis na polícia, forças armadas e polícia paramilitar, que podem ser destacados para missões específicas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG