Ex-namorada de Jeffrey Epstein foi detida pelo FBI

Ghislaine Maxwell é acusada de seis crimes ligados a tráfico sexual de menores.

A britânica Ghislaine Maxwell, ex-namorada e colaboradora do financeiro Jeffrey Epstein, recebeu seis acusações ligadas a tráfico sexual de jovens num tribunal federal de Nova Iorque - conforme o texto judicial.

Ghislaine, de 58 anos, foi acusada de dois crimes de conspiração para convencer menores a viajarem para cometerem atos sexuais ilegais, dois crimes de conspiração e transporte de menores com a intenção de que cometam atividade sexual ilegal e dois crimes de obstrução de Justiça, por mentir sob juramento.

O seu paradeiro era desconhecido até esta quinta-feira. Hoje pela manhã, foi detida pelo FBI no New Hampshire e, mais tarde, será levada perante um juiz desse estado.

Ghislaine Maxwell negou qualquer envolvimento ou conhecimento sobre a conduta de Epstein, que terá cometido suicídio na prisão a 10 de agosto de 2019, enquanto aguardava para ser julgado dos crimes de tráfico sexual.

Quatro das acusações de Maxwell dizem respeito aos anos 1994-97, quando esta estava, segundo a acusação, entre as pessoas mais próximos de Epstein e também num"relacionamento íntimo" com o empresário.

As outras duas acusações são alegações de perjúrio em 2016. A acusação diz que Maxwell "ajudou, facilitou e contribuiu para o abuso de meninas menores por Jeffrey Epstein, ajudando, entre outras coisas, a recrutar, cuidar e, finalmente, abusar das vítimas menores de 18 anos", descreve a BBC.

Maxwell seduzia as adolescentes e estava presente em atos sexuais

É ainda acusada de conspiração para atrair menores a viajar para a prática de atos sexuais ilegais; conspiração para transportar menores com intenção de os envolver em atividade sexual criminosa; e transportar um menor com intenção de o envolver em atividade sexual criminosa.

Durante o mesmo período, terá preparado várias menores para se envolverem em atos sexuais com Epstein, diz a acusação.

Tentava fazer amizade com as menores, perguntando sobre as suas vidas e famílias e, com Epstein, levava as adolescentes ao cinema ou às compras.

Com um relacionamento construído dessa forma, Maxwell tentaria "normalizar o abuso sexual de uma vítima menor, discutindo tópicos sexuais, despindo-se na frente da vítima, estando presente quando uma vítima menor estivesse despida e / ou estando presente em atos sexuais. envolvendo a vítima menor e Epstein ", lê-se ainda na acusação.

As acusações de perjúrio referem-se a depoimentos que a ex-namorada de Epstein concedeu perante um tribunal de Nova Iorque em 22 de abril e 22 de julho de 2016.

É acusada de ter mentido "várias vezes quando questionada sobre a sua conduta, inclusive em relação a algumas das vítimas menores", diz o documento.

Quem é Ghislaine Maxwell?

Filha do magnata dos media britânico, Robert Maxwell, entretanto já desaparecido, era uma socialite famosa e com bons contactos.

Apresentou Epstein a muitos dos seus amigos ricos e poderosos, incluindo Bill Clinton e o duque de York (que renunciou aos deveres reais devido à sua amizade com Epstein).

Desde 2016 que Ghislaine Maxwell está afastada da exposição pública.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG