Espanha com sinal de esperança: baixou o número de mortos e de novos casos

Há 17 dias que não havia tão poucos mortos, o número de infetados é o mais baixo desde há um mês e aumentaram as altas hospitalares. Mas as autoridades espanholas olham para estes dados com algumas reservas.

Será uma luz ao fundo do túnel? Esta é a questão colocada esta sexta-feira em Espanha, depois de divulgados os números oficiais relativos à evolução do coronavírus nas últimas 24 horas. E a notícia que dá alguma esperança é a de que, pelo segundo dia consecutivo, registou-se uma diminuição do número de mortos, pois registaram-se 605 (menos 78 que no dia anterior). Ou seja, desde 24 de março - há precisamente 17 dias - que não havia um número tão baixo de vítimas mortais, que no total é de 15 843 pessoas.

Contudo, as autoridades sanitárias preferem olhar para estes números com alguma reserva, uma vez que desde o início da crise os números relativos aos feriados e aos fins de semana têm sido várias vezes corrigidos a posteriori, pelo que o melhor é aguardar pela confirmação destes dados, que só poderá ser feito no relatório de terça-feira, precisamente após as férias da Páscoa.

O relatório do Ministério da Saúde aponta que nas últimas 24 horas registaram-se 4576 novos casos de infetados com coronavírus, o que representa um aumento de 3%. Um número importante, uma vez que é o mais baixo desde que há um mês começaram a ser divulgados os dados centralizados.

No total foram testadas positivas 157 022 pessoas para covid-19 até ao momento em todo o território espanhol.

Boa notícia é também o facto de, em relação ao dia anterior, se ter registado um aumento de 6,7% de altas hospitalares. Ou seja, no total foram dadas como curadas 55 668 pessoas em Espanha, precisamente 35% do total de casos positivos de coronavírus.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG