Covid-19. Alemanha soma 870 casos num dia e considera de risco três regiões espanholas

Quem chegar à Alemanha vindo das regiões espanholas da Catalunha, Aragão e Navarra terá de apresentar teste negativo à covid-19 realizado nas últimas 48 horas ou cumprir 14 dias de quarentena e reportar-se às autoridades

A Alemanha identificou 870 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas e decidiu, face ao aumento de cantágios, decretar as regiões espanholas da Catalunha, Aragão e Navarra como de risco, seguindo os critérios do Instituto Robert Koch (RKI). De acordo com o Ministério da Saúde, o limite de mais de 50 pessoas infetadas por 100 mil habitantes foi excedido nas três regiões de Espanha nos últimos sete dias.

Atualmente, os viajantes que regressam de áreas classificadas oficialmente de risco, têm de cumprir 14 dias de quarentena e reportar-se às autoridades. Também é possível apresentar o resultado negativo de um teste que não tenha mais de 48 horas.

A partir da próxima semana deverá entrar em vigor a obrigatoriedade da realização de um teste de despiste para todos os cidadãos provenientes das zonas consideradas de risco pelas autoridades alemãs, onde se incluem aquelas regiões de Espanha.

Segundo o jornal "Der Tagesspiegel", um em cada nove novas infeções registadas nas últimas três semanas em Berlim procederam de cidadãos provenientes do estrangeiro.

A Alemanha registou 870 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas para um total de 208.698 desde o início da pandemia de covid-19. Há mais sete vítimas mortais, sendo agora o total de 9.141.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 667 mil mortos e infetou mais de 17 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.727 pessoas das 50.868 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG