Chuvas intensas colocam norte da China em alerta

Os serviços meteorológicos locais decretaram, entretanto, o nível de alerta vermelho

As chuvas intensas que desde o início da semana atingem o norte da China têm deixado cidades inundadas e paralisado os transportes públicos, levando as autoridades a decretar os níveis de alerta mais altos.

Na província de Hebei, as chuvas causaram pelo menos um morto e oito desaparecidos, na terça-feira, segundo avançou a agência noticiosa oficial chinesa Xinhua.

Os serviços meteorológicos locais decretaram, entretanto, o nível de alerta vermelho, o mais alto de uma escala com quatro cores.

Na província de Shanxi, noroeste do país, as chuvas atingiram na terça-feira quase todas as cidades e condados, segundo a Xinhua, que cita as autoridades locais.

Em Taiyuan, a capital de província, o valor médio de precipitação fixou-se em 114,4 milímetros (mm), causando inundações e trânsito congestionado nas estradas principais. Vários autocarros foram suspensos.

Na província vizinha de Shaanxi, várias ligações ferroviárias foram também suspensas ou estavam atrasadas.

Em Pequim, a chuva cai incessantemente desde do início de terça-feira e os serviços meteorológicos preveem que se mantenha nos próximos dias.

Fotografias colocadas nas redes sociais dão conta de estradas e estações de metro da capital completamente inundadas.

As autoridades decretaram, entretanto, o nível de alerta laranja, o segundo mais alto, aconselhando as populações a prevenirem-se contra possíveis inundações e deslizamento de terras, lama e rochas.

Em agosto de 2012, chuvas torrenciais fizeram 79 mortos na capital chinesa, num único dia.

O incidente expôs as insuficiências no sistema de drenagem da cidade, demasiado antiquado e não adequado ao acelerado crescimento urbano registado nas últimas décadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG