Christine Lagarde vai ser julgada por negligência

Diretora do FMI vai enfrentar um tribunal em França pelo seu envolvimento no caso do empresário Tapie. Em causa 404 milhões de euros

Um tribunal francês decidiu esta sexta-feira que Christine Lagarde, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), será julgada pelo seu papel no caso que envolveu o Crédit Lyonnais e o empresário Bernard Tapie, quando era ministra da Economia em França.

Em dezembro, um outro tribunal francês já tinha decidido que Lagarde deveria responder na justiça, mas a diretora-geral do FMI recorreu e agora o tribunal de recurso validou a anterior decisão judicial.

A justiça quer saber se houve negligência numa arbitragem que em 2008 decidiu a favor de Bernard Tapie numa disputa que envolvia também o banco público Crédit Lyonnais, acabando por ser atribuída ao empresário uma compensação de 404 milhões de euros.

A antiga ministra será julgada pelo Tribunal de Justiça da República, a instância habilitada a julgar os delitos cometidos por membros do governo no exercício das suas funções.

O FMI já afirmou que mantém a "confiança" em Lagarde, depois de ter sido anunciada a decisão da justiça.

O Conselho de Administração do FMI, que representa os 189 Estados-membros, "continua a manifestar a sua confiança na capacidade da diretora-geral de desempenhar eficazmente as suas funções", declarou o porta-voz da instituição, Gerry Rice, em comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG