Bar inglês quer converter-se em igreja para contornar as restrições da pandemia

O bar de tequila "400 Rabbits" mudou o nome para "Church of 400 Rabbits" e pretende aproveitar as lacunas na lei do governo britânico para conter a propagação de covid-19.

Um bar de tequila da cidade inglesa de Nottingham encontrou uma forma criativa de recuperar da crise causada pela pandemia de covid-19, que obrigou ao encerramento de portas de alguns estabelecimentos comerciais, exceto para entregas e take away.

Começou por mudar o nome de "400 Rabbits" ("400 Coelhos") para "Church of 400 Rabbits" ("Igreja dos 400 Coelhos") e pediu à autarquia da cidade para que declare o bar como local de culto.

Os proprietários do estabelecimento, inaugurado há cinco anos, detetaram uma lacuna nas restrições impostas pelo governo britânico para conter a propagação da covid-19, que preveem que as pessoas que habitam na mesma casa ou bolha possam frequentar locais de culto. Ou seja, a "Igreja dos 400 Coelhos" teria as portas abertas a clientes...

Após preencher os formulários para que o estabelecimento seja certificado como um local de reunião para o culto religioso - de acordo com a Lei de Registo de Locais de Adoração de 1855 -, o bar procura agora membros da sua congregação através do seu site, onde se pode inscrever como "Crente de Coelhos" ou ser ordenado "Reverendo dos Coelhos Justos".

Na página do Facebook revelou que teve uma resposta "absolutamente esmagadora" com "centenas de inscrições para a congregação que chegaram de todo o mundo, do Cazaquistão à Nova Zelândia, da Rússia aos Estados Unidos.

Quem quiser tornar-se um "Crente de Coelhos" não tem de pagar nada e recebe em casa um certificado, mas quem quiser ser ordenado "Reverendo dos Coelhos Justos" terá de contribuir com 10 libras (11 euros) e receberá uma camisola que servirá de manto sagrado.

Apesar desta campanha de grande criatividade, o proprietário deste bar azteca, James Aspell, não está esperançado que o poder local de Nottingham dê o aval ao pedido que foi feito através de uma advogado. Ainda assim, considera que o tempo não será perdido na totalidade. "Servirá para mostrar o ridículo do novo sistema de níveis do governo e como as regras são contraditórias", disse, reconhecendo que "têm sido momentos muito difíceis" para os estabelecimentos comerciais, ao mesmo tempo que lamenta que não estejam a ser dados "apoios financeiros" a quem está a ter prejuízos tão avultados.

Este truque utilizado pelo bar "400 Rabbits" foi adotado por outros estabelecimentos um pouco por toda a Europa. Na Polónia, por exemplo, o "Atlantic Squash and Fitness Club" rebatizou-se como "Igreja do Corpo Saudável" para que pudesse contornar as restrições causadas pela pandemia e assim poder manter-se em funcionamento.

A "Igreja dos 400 Coelhos" tornou, entretanto, esta brincadeira numa causa séria, uma vez que todo o dinheiro angariado com os donativos está a ser canalizado para a Emmanuel House Support Center Winter Appeal, uma instituição de caridade que ajuda os sem abrigo de Nottingham.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG