700 pessoas sob quarentena voluntária em Nova Iorque após voltarem da China

Autoridades norte-americanas dizem que colocar as pessoas que regressam de viagens à China em isolamento voluntário "vai ajudar a limitar a possível propagação do vírus"

Pelo menos 700 pessoas que regressaram a Nova Iorque de viagens à China foram colocadas em quarentena voluntária, anunciaram esta quarta-feira as autoridades nova-iorquinas, citadas pelo Independent .

Jill Montag, porta-voz do Departamento de Saúde do Estado de Nova Iorque confirmou que 700 viajantes concordaram voluntariamente em participar no período de isolamento voluntário de duas semanas depois de voltarem de viagens à China.

Embora as autoridades tenham dito que nenhum dos viajantes em quarentena voluntária apresentou sintomas associados ao covid-19, Montag diz que o "o auto isolamento voluntário ajudará a limitar a possível propagação do vírus"

Esta notícia surge no dia em que as autoridades de saúde dos Estados Unidos confirmaram 59 casos de infeção em todo o país. A maioria desses casos resultou da propagação do vírus a bordo de um navio de cruzeiro ancorado no Japão.

O balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de pelo menos 2.763 mortos e cerca de 81 mil infetados, de acordo com dados reportados por mais de 40 países e territórios. Das pessoas infetadas, quase 30 mil já recuperaram.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência de saúde pública de âmbito internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Em Portugal, já houve 17 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises.

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG