exclusivo
Internacional
02 janeiro 2022 às 00h20

"Uma presença muito visível da NATO perto das fronteiras russas permite consolidar o poder autocrático de Putin"

Foi secretário-geral adjunto das Nações Unidas, trabalhando na sede em Nova Iorque mas sobretudo em diversos países africanos. Em conversa com o DN, o português Victor Angelo faz a análise do embate América-Rússia, da ascensão da China, das ambições da União Europeia e também de desafios globais como a pandemia da covid-19 e as alterações climáticas.