Suíça já não impõe quarentena para quem viaja de Portugal

"Todos os países são retirados da lista de quarentena a partir de sábado", anunciou o governo

A Suíça anunciou esta sexta-feira (3) que vai suspender a obrigatoriedade de uma quarentena de 10 dias para pessoas que chegam de países onde a variante Ómicron, da Covid-19, foi detetada, entre os quais Portugal.

Segundo mensagem da embaixada suíça em Portugal, os portugueses terão de apresentar um teste PCR negativo para poderem viajar e efetuar um segundo teste entre o quarto e o sétimo dia em território helvético.

A nação alpina - um dos principais destinos de férias de esqui da Europa - considera que a regra não faz mais sentido a partir do momento em que a variante também está a circular na Suíça.

As estações de esqui suíças dependem fortemente de turistas de inverno do Reino Unido, Bélgica e Holanda - três países que estavam na lista de quarentena. "Todos os países serão removidos da lista de quarentena a partir de sábado", disse o governo.

Todos os que entram na Suíça devem apresentar um teste PCR negativo, exceto aqueles que cruzam a fronteira com as vizinhas Áustria, França, Alemanha, Itália e Liechtenstein. Cerca de 340.000 trabalhadores por dia cruzam a fronteira suíça.

As pessoas devem ser testadas novamente entre o quarto e o sétimo dia após a entrada na Suíça.
Aqueles que já estão em quarentena são imediatamente liberados, mas devem fazer o teste entre o quarto e sétimo dias.

O governo suíço também disse que turistas estrangeiros não vacinados de qualquer região considerada de risco dentro do espaço Shengen não poderão entrar no país.

As vacinas da Covid-19 permanecerão gratuitas e facilmente disponíveis em 2022, anunciou ainda o governo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG