Exclusivo Rússia lança míssil hipersónico, a "inovação promissora" de Putin

O Kremlin assegura estar a ultrapassar os exércitos mais avançados do mundo com a nova geração de armas, muitas das quais testadas durante a guerra na Síria.

Em março de 2018, Vladimir Putin anunciou uma série de novas armas, num discurso marcado pela retórica agressiva. "Agora precisam de ter em conta uma nova realidade e compreender que tudo o que eu disse hoje não é um bluff", disse então em referência aos Estados Unidos e aliados, apesar de alguns analistas ocidentais terem reagido sem surpresa perante as imagens de animação de um míssil balístico intercontinental "praticamente com alcance ilimitado" e capaz de contornar qualquer sistema antimíssil.

Um ano depois, perante os deputados e senadores, o presidente russo revelou o Zircon, "uma inovação promissora": um míssil hipersónico, isto é, capaz de voar a baixa altitude e a velocidade várias vezes superior à do som, que pode ser lançado tanto debaixo de água como no solo, atingir velocidades de aproximadamente Mach 9, e atingir um alvo a mais de mil quilómetros de distância. "Os nossos colegas norte-americanos já tentaram obter superioridade militar absoluta com o seu projeto de defesa antimíssil global. Eles precisam de parar de se iludir a si próprios. A nossa resposta será sempre eficiente e eficaz", comentou então Putin.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG