Polícia britânica passou quase 69 mil multas por violação às restrições

O número de infrações sofreu um aumento desde o início da época natalícia, coincidindo com a introdução do nível 4 das restrições, e durante o último confinamento nacional decretado em Inglaterra, iniciado a 04 de janeiro deste ano.

A polícia britânica já multou 68.952 pessoas por infrações ao confinamento imposto para combater a pandemia de covid-19 desde que decretou as restrições, segundo os dados oficiais divulgados esta quinta-feira.

Os dados do Conselho Nacional de Chefes da Polícia (NPCC, na sigla inglesa) indicam que o recorde de multas numa semana ocorreu entre 28 de janeiro e 04 deste mês, tendo sido autuadas 6.218 pessoas.

Das 68.952 multas, passadas entre 27 de março de 2020 e 14 deste mês, 63.201 foram registadas em Inglaterra e 5.751 no País de Gales.

O número de infrações sofreu um aumento desde o início da época natalícia, coincidindo com a introdução do nível 4 das restrições, e durante o último confinamento nacional decretado em Inglaterra, iniciado a 04 de janeiro deste ano.

O NPCC sublinhou que, na semana entre 04 e 11 deste mês, foram passadas 4.752 multas, número menor do que o registado nos sete dias imediatamente anteriores.

"Estamos ainda numa fase realmente perigosa de uma pandemia que já matou mais de 120.000 pessoas [no Reino Unido]", advertiu Martin Hewitt, presidente do NPCC.

Hewitt acrescentou que, 11 meses depois e com o regresso a um novo confinamento nacional, as regras "são muito claras", admitindo, porém, ser "frustrante" ainda existir "um pequeno número de pessoas completamente irresponsáveis", que desrespeitam a segurança delas próprias e dos outros.

O Reino Unido é o quinto país do mundo mais afetado pela covid-19, com 121.747 mortes entre os 4.144.577 casos de contágio acumulados desde o início da pandemia, atrás dos Estados Unidos (com 505.899 mortes para 28.336.188 casos), Brasil (249.957 óbitos e 10.324.463 casos), México (182.815 mortes e 2.060.908 casos), e Índia (156.705 óbitos entre os 11.046.914 casos).

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.498.003 pessoas no mundo desde dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado hoje pela agência de notícias AFP a partir de fontes oficiais às 11:00.

Mais de 112.512.890 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da pandemia, dos quais pelo menos 69.052.600 pessoas já foram consideradas curadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG