Marrocos impõe quarentena a viajantes de Portugal, Espanha e França

A medida entra em vigor já esta terça-feira. As autoridades marroquinas passam a incluir Portugal, Espanha e França na lista B, de áreas de alto risco, para a propagação da covid-19 e a sua variante Delta.

Marrocos vai impor uma quarentena de dez dias aos viajantes não vacinados contra a covid-19 de Portugal, Espanha e França a partir de terça-feira, 13 de julho, informou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros marroquino.

A nova medida corresponde à última atualização das recomendações de viagens feitas pelas autoridades marroquinas, que passou a incluir Portugal, Espanha e França na lista B, de áreas de alto risco, para a propagação da covid-19 e a sua variante Delta.

Os viajantes dos países da lista B - que atualmente inclui 81 países - devem apresentar teste PCR negativo feito a menos de 48 horas e, se não forem vacinados (com as duas doses), devem passar por uma quarentena de dez dias num hotel designado pelas autoridades e pagar pela sua estadia.

Mais de 9,2 milhões de marroquinos já foram vacinados com as duas doses

Marrocos retomou as viagens internacionais em 15 de junho com condições que variam e que se atualizam de acordo com a situação epidemiológica de cada país.

Mais de 9,2 milhões de marroquinos já foram vacinados com as duas doses das vacinas Sinopharm e AstraZeneca.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4 028 446 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 186,3 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela AFP.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17 156 pessoas e foram registados 907 974 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, uma cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG