Forças pró-russas reclamam controlo de três zonas perto de Lisichansk

O governador de Lugansk anunciou que as tropas ucranianas receberam ordens de retirada de Severodonetsk.

As forças pró-russas da autoproclamada república de Lugansk tomaram mais três localidades perto de Lisichansk, última grande cidade sob controlo de Kiev no leste da Ucrânia, após anúncio da retirada das tropas ucranianas de Severodonetsk.

O governador de Lugansk, Serhiy Gaidai, disse esta sexta-feira que "os russos capturaram Mykolayivka", a 12 quilómetros a sudoeste de Lisichansk.

O Estado-Maior da Ucrânia indicou na quinta-feira que as "tropas inimigas" (forças russas) estavam a tentar controlar Mykolayivka.

Hoje, no primeiro relatório militar do dia, Kiev refere, no entanto, que as tropas ucranianas conseguiram "travar" a ofensiva russa perto de Borivske, a sul de Severodonetsk e a leste de Lisichansk.

"A ofensiva do inimigo (forças russas) perto de Borivske foi estancada com êxito. Além do mais, os nossos soldados (forças ucranianas) rechaçaram a ofensiva que se dirigia para os arredores de Lisichansk", sublinhou Gaidi numa mensagem divulgada pela rede social Telegram.

Estas informações respeitantes à real situação no terreno ainda não foram confirmadas por meios independentes.

De acordo com um oficial das milícias separatistas Andrei Marochko, as forças pró russas tomaram a sul de Lisichansk as localidades de Hirske e Zolote.

"As forças ucranianas situadas no eixo Hirske-Zolote foram eliminadas. Todos os locais estão sob o nosso controlo", disse Marochoko citado pela agência russa TASS.

Tropas ucranianas "receberam a ordem" de retirada de Severodonetsk

"Os nazis quase destruíram Severodonetsk. 90% da cidade foi danificada, 80% dos edifícios residenciais terão que ser demolidos, não será possível sequer recuperá-los", declarou na mensagem que divulgou na manhã de sexta-feora na rede social Telegram.

Na quarta-feira, a Ucrânia reconheceu a perda do controlo de Loskutivka e de Rai-Olekandrivka, a cerca de 20 quilómetros a sudoeste de Lisichansk.

Por outro lado, Gaidai anunciou hoje que as tropas ucranianas "receberam a ordem" de retirada de Severodonetsk assediada diretamente pelas forças russas e separatistas desde o passado dia 26 de maio.

Kiev apenas controlava as instalações industriais Azot na capital administrativa da região de Lugansk onde supostamente se refugiavam mais de 500 civis e um número não determinado de defensores ucranianos.

Fontes pró russas acreditam que se encontram cerca de 2.500 soldados e "mercenários" na fábrica de produtos químicos Azot.

Até ao momento, o governador de Lugansk não forneceu detalhes sobre a retirada de Severodonetsk nem se referiu ao número exato de combatentes que ainda se encontram no local.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG