EUA autorizam vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

"Vacinar as crianças pequenas contra a covid-19 é mais um passo para o regresso à normalidade", considerou a agência reguladora norte-americana

Os Estados Unidos autorizaram, nesta sexta-feira (29), a aplicação da vacina anticovid da Pfizer/BioNTech para crianças de 5 a 11 anos, numa nova etapa na campanha de imunização que acrescentará cerca 28 milhões de crianças elegíveis para vacinação.

A autorização de emergência da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA), a agência reguladora do país, ocorre após uma análise cuidadosa dos resultados dos testes clínicos conduzidos pela Pfizer em milhares de crianças.

"Como mãe e como médica, sei que os pais, os cuidadores, os professores e as crianças esperavam ansiosamente esta autorização", disse Janet Woodcock, diretora interina da FDA, em comunicado.
"Vacinar as crianças pequenas contra a covid-19 é mais um passo para o regresso à normalidade", acrescentou.

Um comité de especialistas independentes aprovou na terça-feira (26) a imunização para as crianças com entre 5 e 11 anos com a vacina da Pfizer. Nos testes clínicos, o fármaco apresentou uma eficácia de 90,7% na prevenção das formas sintomáticas da covid-19 nessa faixa etária.

Antes de iniciar a campanha de imunização destas crianças, um comité de especialistas dos Centros para Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) vai reunir-se na próxima semana para definir as suas recomendações sobre o processo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG