Erdogan pede a Putin cessar-fogo imediato em telefonema

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pediu hoje, durante uma conversa telefónica com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, um "cessar-fogo imediato" na Ucrânia e ofereceu-se para encontrar formas de alcançar a paz no país.

"Vamos abrir o caminho para a paz juntos", disse Erdogan a Putin, numa conversa telefónica que durou uma hora.

Segundo a agência noticiosa EFE, a presidência turca informou que, durante a conversa, Erdogan destacou a importância de uma trégua, para aliviar a crise humanitária e permitir uma solução negociada.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que, segundo as autoridades de Kiev, já fez mais de 2.000 mortos entre a população civil.

Os ataques provocaram também a fuga de mais de 1,5 milhões de pessoas para os países vizinhos, de acordo com a ONU.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG