Erdogan confirma: Turquia pagará o gás russo em rublos

Acordo entre o presidente turco e Vladimir Putin, assinado na sexta-feira, será mais uma forma de a Rússia amortecer as sanções impostas pelo ocidente.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan confirmou que o abastecimento de gás russo para Turquia será pago em rublos.

Erdogan reuniu-se na sexta-feira com o homólogo russo Vladimir Putin, em Sochi, onde os dois governantes concordaram que o fornecimento de gás russo à Turquia será pago "parcialmente em rublos", segundo o vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak.

"Um aspeto positivo da nossa visita a Sochi foi o acordo com Putin sobre o rublo. Se Deus quiser, as transações em rublos proporcionarão benefícios para a Turquia e a Rússia", afirmou o chefe de Estado turco à imprensa, ao regressar da viagem.

A Rússia tenta há vários meses impor sua moeda no cenário internacional face ao euro e o dólar, após as restrições provocadas pelas sanções ocidentais adotadas pela guerra na Ucrânia.

A Turquia condenou a ofensiva russa, mas optou pela neutralidade no tema sanções e não aderiu às medidas contra Moscovo.

Pagar o gás russo em rublos permitira à Turquia preservar suas reservas de divisas em dólares. De acordo com economistas, o governo gastou dezenas de milhões de dólares no ano passado para tentar conter o colapso da lira turca, que perdeu quase metade do seu valor num ano.

Em 2021, 25% das importações de petróleo da Turquia e 45% das compras de gás natural foram originárias da Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG